Mudar ou não mudar? Eis a questão!

caminhos

“O caminho se faz caminhando”, “O início é sempre mais complicado”, “Dar o primeiro passo é metade do caminho”…

Você já ouviu alguma dessas frases, não é mesmo? E quando o primeiro passo já aconteceu há algum tempo e o caminho atual não parece ser o melhor ou o mais estimulante?

Será que estamos fadados a continuar na mesma direção?

Não há somente uma resposta, até porque dependerá de qual aspecto da vida considerarmos, o momento que estamos, idade, expectativas, etc. Mas gostaria de responder parte destas perguntas dando o exemplo de minha trajetória profissional, não para servir como modelo insuperável, mas como estímulo à sua própria reflexão.

Em 2005 iniciei minha 1ªfaculdade: Nutrição. Isso mesmo, sou nutricionista! 🙂

Atuei na área, participei de congressos e premiações e publiquei artigos científicos. Tinha uma atuação de “sucesso”. Entretanto, depois de certo tempo não tinha mais aquele “brilho no olhar”, além de ter me decepcionado com a área por questões pessoais…

Neste período, fui descobrindo minha verdadeira paixão profissional: a programação e a tecnologia! Usava muito o computador e gostava de usar novas ferramentas/softwares, acompanhar as novidades da área, entender como tudo funcionava. Minha vocação para “exatas” foi aparecendo, com certa facilidade para conceitos de banco de dados, lógica e linguagens de programação, entre outros.

Resolvi então “revolucionar”: mudei de cidade, arranjei um emprego provisório, comecei outra faculdade e passei a buscar incessantemente crescer na área desejada.Só digo uma coisa: tem sido um tempo intenso desde essas decisões! Três mudanças de emprego, metas alcançadas, boa parte do trabalho sendo também diversão e muitos desafios!

Mas espera, o que eu quero dizer com tudo isso?! Que é possível sim!

Mude de área se não está mais satisfeito! Crie um plano de transição com os itens que você precisa garantir durante este processo (pode deixar o emprego atual? Consegue iniciar um curso na nova área desejada? É possível atuar como um hobbie para depois transformar em algo mais rentável? Quais as limitações que podem te impedir e as habilidades e pontos positivos que podem te ajudar?).

De uma maneira ou outra pense, sonhe, faça, dê pequenos, médios e grandes passos, busque orientação profissional, converse com as pessoas que você confia, plante a semente da mudança! Não tenha medo! Te garanto que neste processo de busca, o crescimento acontecerá, não apenas na vida profissional, mas também na pessoal!

Pra finalizar, recomendo o ótimo filme “Sim, Senhor!”. Além de ser com o Jim Carrey, talvez te ajude nesta reflexão sobre escolhas e decisões da vida:

http://migre.me/s8PfE

Quais suas experiências com mudança de rumo na vida? Que decisão mais te fez aprender e crescer na vida? Compartilhe para somar!

Até a próxima! 🙂

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s